Receita fácil para a Páscoa: sardinhas marinadas

Tags: + + + + + + + + + + + + + + +


Dia desses comprei essas sardinhas, porque estavam bem bonitas, e guardei no congelador esperando por um bom motivo pra elas irem pra panela. A pobre da sardinha, peixinho discriminado e marginal, é um alimento saudável, barato e delicioso. Daí pensei: já que as pessoas gostam de comer peixe na Páscoa, porque não sugerir sardinhas? Dão uma boa entrada, e com carinho ficam lindas (porque também comemos com os olhos) e deliciosas como o prato principal.

Pois essa é uma receita que vale para o dia-a-dia, porque é fácil e rápida (e é uma receita light, de peixe assado). E vale pra festinha, porque caprichando nos temperos e na cor dos acompanhamentos, fica parecendo uma produção de livro de receitas bacana. ;-) E ainda dá pra tirar uma onda, dizendo que você "resolveu valorizar os ingredientes populares em um prato especial". Né não? :-D Te ensino a fazer um acompanhamento simples e gostoso, e garanto! Vai fazer sucesso :-) Bora lá?


Procure sardinhas frescas e grandes numa peixaria de confiança, e peça para virem limpas (sem vísceras e sem escamas). Calcule de 1 a 2 sardinhas por pessoa.

MARINADA - Ingredientes para 2:

- 4 sardinhas inteiras limpas
- 8 azeitonas recheadas
- 2 dentes de alho
- 1 limão
- 6 colheres (sopa) de azeite
- 2 colheres(sopa) de salsinha picada
- sal e pimenta a gosto

Como fazer:
Bata todos os ingredientes (menos as sardinhas, né?) rapidamente no liquidificador. Deixe ficar uns pedacinhos. Tempere as sardinhas por dentro e por fora com essa pasta e deixe descansar na geladeira.


ACOMPANHAMENTO - Ingredientes para 2:

- 4 batatas médias
- 4 dentes de alho com casca
- 8 tomates cereja cortados ao meio
- azeite q.b.
- sal e pimenta

Como fazer:
- Coloque as batatas em uma panela com água fria, e cozinhe até que estejam macias (espete um garfo na batata e se ela escorrer facilmente está pronta).
- Retire as batatas da água e coloque em um tabuleiro forrado com papel manteiga, e 1 fio de azeite (=um pouco de azeite por cima do papel manteiga).
- Amasse as batatas com a ajuda de uma colher de madeira grande (jeito mais fácil, porque elas estarão muito quentes), e deixe-as como na foto acima.
- Distribua os tomates e dentes de alho e regue com azeite, sal e pimenta.
- Leve ao forno bem quente para gratinar.
- Retire do forno quando estiverem douradas.
- Deixe esfriar um pouco e passe o conteúdo do tabuleiro para uma vasilha bonita, que já possa ir para a mesa.


Agora vamos às sardinhas. Coloque-as no mesmo tabuleiro em que foram assadas as batatas, regando antes o tabuleiro com mais um pouco de azeite. Decore com umas rodelas de limão e leve ao forno bem quente, até começar a dourar nas beiradas, como abaixo.


Agora é só decorar com salsinha e mais limão e servir como petisco, entrada ou prato principal, com as batatas. Duvido que alguém vai torcer o nariz pra elas :)


Me fala que não ficou bonito? A turma aqui caiu matando... não sobrou nadinha. Olha só:



Pin It Now!
1 COMENTARIO

Prato rápido 2: Picadinho de filé + arroz branco + farofa maravilhosa de banana da terra e de quebra um ovo frito

Tags: + + + + + + + + +


O prato de hoje é um clássico da nossa culinária vernacular (termo que expliquei nesse post). Uma combinação perfeita entre carne, banana e ovo, acompanhada de arroz branco e as vezes até um feijãozinho. Comidinha confortável que abraça o seu estômago. Uma pílula de felicidade instantânea agora ao alcance das suas mãos =).

Acho que é a falta de tempo, mas tô ficando craque em transformar receitas aparentemente complicadas em preparações que ficam prontas em menos de uma hora. o/ Essa nem foi programada, eu abri a geladeira e tinha uma pedaço de carne (que tinha sobrado do outro almoço) e umas três bananas da terra (sobra da feijoada de sábado) e pronto... virou picadinho! É claro que não fiz nenhum caldo de carne que fica uma semana no fogo, bla bla bla, talecousa. Nem usei os tabletinhos de caldo que, na minha opinião, só em último caso, tipo apocalipse zumbi. Enfim, pra facilitar fiz um molhinho com shoyu e funcionou super bem. Vamos à receita?

Picadinho rápido de filé + arroz branco + farofa maravilhosa de banana da terra e de quebra um ovo frito

Ingredientes (2 pessoas):

Carne
300g de filé mignom
6 colheres (sopa) de shoyu
1/4 cebola em cubinhos
1 dente de alho picado
sal e pimenta q.b.
1 colher (sobremesa) de farinha de mandioca torrada

Arroz
1 xícara de arroz branco
11/2 xícara de água fervendo
1 dente de alho picado
1 colher (sopa) azeite
1 colher (sobremesa) sal

Farofa
2 bananas da terra maduras, cortadas em cubos de 1cm
3 colheres (sopa) de manteiga (é gente, farofa é bem gordinha mas depois eu ensino uma light)
1 colher (sopa) azeite
1/2 cebola em cubinhos
1 xicara de farinha de mandioca torrada

Ovo frito (pode ser poché, que eu prometo que ensino outra hora)
2 ovos
1 colher (sobremesa) manteiga
1 colher(sobremesa) azeite


Preparo:

- Separe todos os ingredientes da lista.

- Corte o filé em cubos de 2x2cm e deixe marinando no shoyu com a cebola e o alho.

- Farofa: Bom, a banana já está em cubos, certo? Então vamos fritá-la em uma colher de azeite + 1 colher da manteiga, até ficar dourada. Agora junte o restante da manteiga e a farinha. Misture muito bem, delicadamente em fogo baixo até que a farofa fique crocante. Acerte o sal.

- Vamos fazer o arroz. Coloque a água para ferver e aqueça o azeite em uma panela. Junte o arroz sem lavar mesmo, o sal e o alho picado. Frite o arroz (ou seja, vá mexendo o arroz na panela quente, até mudar um pouco de cor, ficar mais leitoso ao invés de transparente), por 2 minutos e junte a água fervendo. Tampe a panela e deixe no fogo baixo por 10 minutos ou até que fique cozido.

- Agora que o arroz já deve está pronto, pegue uma frigideira, coloque 2 colheres (sopa) de azeite e deixe aquecer. Junte a carne sem o molho da marinada (o shoyo + cebola + sumo que saiu da carne), e quando estiver frita por igual, acrescente o molho da marinada e a colher de farinha de mandioca para engrossar.

- Leve ao fogo uma frigideira pequena, e se for antiaderente use só uma colher(chá) de manteiga. Frite o ovo em fogo médio. Uma boa dica é abafar a frigideira com uma tampa para cozer a superfície do ovo e deixar a gema meio molinha.

Agora sirva um pouco de arroz, farofa e picadinho, coloque o ovo por cima do arroz, estoure a gema  e seja feliz!!!! \o/  /o\  \o/

Pin It Now!
1 COMENTARIO

Prato rápido: Carne + arroz + salada

Tags: + + + + + + + +


Então é isso, passou o carnaval. Quem era de pular, pulou. Quem foi viajar já voltou, e eu confesso que passei esses dias escondido em casa, não ouvi um tamborim sequer. Nem liguei a televisão. E nesse ritmo caseiro fiz esse prato fácil e rápido, porque eu não tava querendo muito trabalho mesmo. Mas garanto que vai deixar qualquer folião feliz. E pra preparar tudo desde o comecinho, é menos de 1 hora. :-)

Filé marinado no shoyu com cebola roxa + arroz branco com alho + salada + molho da salada.

Ingredientes (2 pessoas):

Carne
400g de filé mignom ou fraldinha
5 colheres (sopa) de shoyu
1/2 cebola roxa fatiada
sal e pimenta q.b.

Arroz
1 xícara de arroz branco
11/2 xícara de água fervendo
1 dente de alho picado
1 colher (sopa) azeite
1 colher (sobremesa) sal

Salada
1/2 pacote de ervilha congelada
1 lata de milho no vapor
1/2 cebola roxa fatiada
1 cenoura fatiada ou ralada

Molho da salada
4 colheres (sopa) maionese
1 colher (sopa) mostarda

Preparo:
- Separe todos os ingredientes da lista.

- Corte o filé en tiras de 1x8cm e deixe marinando no shoyu com a cebola roxa.

- Vamos fazer o arroz. Coloque a água para ferver e aqueça o azeite em uma panela. Junte o arroz sem lavar mesmo, o sal e o alho picado. Frite o arroz (ou seja, vá mexendo o arroz na panela quente, até mudar um pouco de cor, ficar mais leitoso ao invés de transparente), por 2 minutos e junte a água fervendo. Tampe a panela e deixe no fogo baixo por 10 minutos ou até que fique cozido.

- Agora a salada: ferva a ervilha congelada por 2 minutos, tire da água e deixe esfriar. Junte o milho, a cebola roxa e a cenoura fatiada. (Se quiser, coloque alface americana picada).

- Molhinho da salada: misture a mostarda com a maionese. Isso, simples assim. Só que usei mostarda artesanal, que eu mesmo fiz e já ensinei aqui.

- Agora que o arroz já deve está pronto, pegue uma frigideira, coloque 2 colheres (sopa) de azeite e deixe aquecer. Junte a carne sem o molho da marinada (o shoyo + cebola + sumo que saiu da carne), e quando estiver frita por igual, acrescente o molho e desligue o fogo. Coloque o arroz em uma travessa e a carne com o molho por cima. Salpique salsinha e cebolinha e sirva com a salada.

Bom apetite!

Pin It Now!
COMENTE AQUI

Salpicão de frango

Tags: + + + + + + + + +


A segunda-feira começou cheia de trabalho. Só fui lembrar do almoço quando bateu a fome. Corri pra cozinha e me encontrei com a dura realidade de que a geladeira tinha sido esvaziada no fim de semana. Sobraram uns pedaços de frango assado, do almoço de domingo, uns poucos legumes tristes, uma lata de milho no vapor, umas pobres azeitonas... Como fazer uma receita fácil, rápida, e saborosa, com esses ingredientes?

Não haviam muitas opções, e parti para um bom e velho salpicão. Fácil, rápido, gostoso e ainda é light né? (Coloquei só um pouquinho de maionese, tá bom. Mas foi só um pouquinho :)

O salpicão anda meio discriminado, mas é uma receita clássica, dessas que (quase) todo mundo sabe fazer, e que aceita uma variação razoável de ingredientes, de acordo com o que se tem em casa. É perfeito para a pressa do dia-a-dia. É um prato "vernacular".

Vernacular é uma palavra que minha mulher usa bastante, aplicando a banco que é banco, sem assinatura e sem frescuras. Cadeira que é cadeira, sabe como? A wikipedia tem um verbete com a expressão "Design Vernacular", dizendo que são soluções materiais ou visuais presentes no cotidiano, e que indicam forte ligação com a cultura local, podendo ser qualquer produto desenvolvido a partir de um hábito cultural. Aplico aqui o adjetivo "vernacular" ao salpicão, porque pra mim faz o mesmo sentido. Salpicão é uma comida sem frescura, feita de norte a sul do Brasil, faz parte da nossa cultura e a gente nem sabe quem inventou.

Em Portugal chamam outra coisa de salpicão, um embutido que já usei bastante em receitas, e comprava em um açougue de Vila Isabel. Mas o salpicão salada não tem história ou origem especial, é mesmo vernacular, não concorda?

Vamos à receita!


Salpicão fácil e rápido (restô-dontê):

Pedaços do frango assado desfiado
2 cenouras raladas
1 cebola em cubinhos
10 azeitonas recheadas fatiadas
2 tomates (sem sementes) em cubinhos
1 lata de milho cozido no vapor
3 colheres (sopa) de passas
Azeite ou maionese para dar a liga (quanto você achar necessário)
Batata palha (opcional, mas o prato deixa de ser Dukan)

É só misturar tudo e temperar. Almoço de segunda pronto, esposa feliz e sem bagunça na cozinha :)

Pin It Now!
COMENTE AQUI