Top Ad unit 728 × 90

Veja também:

verbete

Tomate só que não

Olha! Se tem uma coisa que me deixa feliz na vida é bater perna por Minas Gerais. Especialmente a Serra da Mantiqueira no sul do estado. Na porção mineira dessa serra que pega os estados de Minas, São Paulo e Rio de Janeiro estão minhas origens, e algumas de minhas melhores lembranças da vida. E não é à toa que o meu melhor amigo também tenha suas raízes por lá, em uma cidade que, por causa dele, visitamos todo começo de ano, Itajubá. Essa pequena viagem de fim de semana já é uma tradição, e confesso que fico esperando o ano inteiro o Daniel me avisar: - Olha, o churrasco tá marcado pra fevereiro, bora?

E essa introdução toda sentimental foi só pra  entrar no espírito e pegar a estrada do pensamento pro Mercado Municipal de Itajubá, que nem é tão grande assim, não chega nem perto do Mercado de BH, mas ainda conserva aquele clima de roça com personagens e produtos que são artigos de luxo aqui no Rio. Linguiça fresquinha no açougue, queijo Minas de verdade, doces, e algumas verduras e frutas impossíveis de se encontrar por aqui. Sem contar que lá fica o melhor boteco do mundo, Bar do Noé, mas isso é uma outra história...
E nessa última andança por lá, me deparei com essa fruta curiosa que eu não conhecia. Parece uma mistura de tomate com maracujá, meio azedinha, meio salgada, meio... diferente. Me apresentaram como tomate de árvore, depois, pesquisando mais um pouco descobri que se chama tamarilho e é nativa dos Andes, sendo encontrada originalmente no Peru, Colômbia, Equador, Bolívia e Argentina. E é cultivado em Portugal, Brasil, África, Nova Zelândia e por aí vai... A frutinha até que é popular né! E em cada um desses lugares ela recebe um nome diferente.  Dizem que faz bem pra gripe, dor de garganta, fortalece o sangue, cura o figado e tals.
Fato é que provei, gostei e resolvi trazer umas na mala pra fazer uns testes em casa. Serve pra fazer sucos, molhos e o vendedor lá do Mercado me falou pra comer com arroz. Essa ainda não testei. Quem sabe?

Por enquanto a caipirinha fez muito sucesso, é uma delícia, e - como comer com os olhos também é importante - bem bonita, não acha?
Tomate só que não Reviewed by André Nogal on 22.2.14 Rating: 5

Nenhum comentário:

Design by Sweetheme

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.